Média de preços para novembro deste ano é 37% maior em comparação a 2019

É fato que o brasileiro voltou a viajar e que tem priorizado as viagens domésticas. Esse cenário é consequência, entre outros motivos, das limitações de viagens ao exterior e pela queda de novos casos de coronavírus no Brasil, que chegaram em patamares similares a maio deste ano. Com o aumento da demanda para a locação de carros (as reservas aumentaram mais de 347% desde o início da pandemia, segundo dados da Rentcars.com, plataforma online para aluguel de veículos) e com a frota reduzida, o turista está sofrendo não apenas com a possibilidade de ficar sem carro: também está pagando a mais para garantir sua viagem.

“No começo da pandemia, os preços despencaram e foram os mais baixos dos últimos anos. Mas, a partir do feriado de 7 de setembro, voltaram a subir”, comenta a diretora de Global Partnerships da Rentcars.com, Vivian Almeida. Conforme análises da empresa, que trabalha com todas as principais locadoras de carros do Brasil, a média da tarifa para quem reservou seu carro no começo de novembro chegou a ser 37% mais alta do que em 2019. “O valor da diária ficou na média de R$ 157,00, enquanto no ano passado o valor médio no mesmo período foi de R$ 114,00”, analisa a executiva da Rentcars.com.

A categoria econômica, que é a mais escolhida pelos usuários, sofreu 54% de aumento na tarifa em relação a 2019, resultando em uma média de diária de R$ 150,00. Vivian Almeida adiciona: “A variação de preço está ocorrendo em todas as categorias, e a compacta, que normalmente estava entre as três mais selecionadas, está perdendo espaço exatamente pela alta na tarifa: 57% mais cara do que no ano passado”.

A alta demanda gerou aumento no preço do aluguel do veículo, principalmente na categoria econômica: tarifa está 54% mais cara do que em 2019.

Tarifas para alugar carro devem ser regularizadas em 2021

Em entrevista coletiva, o presidente da Associação Brasileira de Locadoras de Automóveis (Abla), Paulo Miguel Junior, comentou sobre o impacto no prazo das montadoras para o setor de aluguel de veículos: como as entregas estão ocorrendo entre 90 e 180 dias, a situação deve se estabilizar apenas no ano que vem. Sobre o assunto, a diretora de parcerias da  Rentcars.com reforça que alugar carro se tornou mais acessível para os brasileiros nos últimos anos e que espera que as tarifas voltem a decrescer com um novo aumento de frota. “2019 foi um ano muito bom para o setor e, principalmente para o consumidor, já que em boa parte do ano as tarifas foram menores do que as de 2018. Com mais veículos para suportar a operação das locadoras, os preços devem voltar a ser mais competitivos”, ressalta Vivian Almeida.

Com o fim do ano chegando e com a alta demanda do setor, o ideal é adiantar as reservas de carros para garantir o veículo para as férias. Conforme dados da Rentcars.com de 2019,  quem deixou para alugar carro no última semana do ano passado pagou uma tarifa em torno de 29% mais cara da praticada em novembro. “Dezembro sempre é um período de alta temporada, que apresenta tarifas mais altas. A forma de economizar é reservar ainda em novembro, e a Black Friday sempre acaba apresentando boas possibilidades para os viajantes”, alerta Vivian Almeida.

Sobre a Rentcars.com

Fundada em 2009, a Rentcars.com é uma das líderes globais em conectar pessoas com as melhores opções de aluguel de carros no mundo. Além disso, a empresa se destaca como a principal empresa de locação de veículos online da América Latina. Hoje, a empresa atua em mais de 160 países, mantendo presença em mais de 5 mil cidades e 20 mil pontos de atendimento. Site: www.rentcars.com

FONTE: RENTCARS





Source link