[ad_1]

São Paulo – A Ford comunicou aos frotistas que suspendeu as vendas de seus veículos a locadoras, alegando margens muito baixas. A decisão foi comunicada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari, que representa os trabalhadores da fábrica baiana da Ford, e confirmada pela empresa.

A companhia informou na nota que “não sairá do segmento de locadoras, mas será mais seletiva com relação aos aspectos negociais”. Em recente entrevista a AutoData seu presidente para América do Sul, Lyle Watters, sinalizou preocupação com as margens e a lucratividade e informou que chegou a negar negócios com frotistas. “Nos afastamos de alguns negócios de venda à frotista com margens baixas. Dessa forma, dissemos não para algumas grandes locadoras”.

Watters admitiu que poderá perder participação de mercado com a decisão, que “é consciente para impulsionar um negócio mais saudável para a Ford”. Assim, aliada à baixa demanda de mercado, a opção de dizer não a locadoras afetará diretamente os volumes de produção da fábrica de Camaçari.

Por esses motivos a Ford abrirá na quinta-feira, 1º, um PDV, Plano de Demissão Voluntária, na unidade onde são montados os modelos Ka e EcoSport. O plano envolve os funcionários da área de produção, que aprovaram em assembleia na semana passada acordo com a montadora via sindicato.

Este acordo estabelece pagamentos que variam de acordo com os anos trabalhados pelo trabalhador, partindo de R$ 28 mil até R$ 93 mil. Ficou acertado também que o funcionário poderá utilizar parte da indenização para comprar um Ford Ka. A montadora, segundo o sindicato, separou lote de 800 unidades do modelo.

Julio Bonfim, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari disse na quarta-feira, 30, que a montadora prorrogou até o final do ano o layoff de 1,5 mil funcionários que atuavam no terceiro turno que durou até julho. “A fábrica, em três turnos, produz 210 mil unidades/ano. Até agora produzimos 136 mil unidades e não devemos alcançar esse volume até o final do ano”.

Fonte: https://www.autodata.com.br/noticias/2020/09/30/ford-decide-dizer-nao-as-locadoras/32169/



[ad_2]

Source link