O Itaú Unibanco anunciou a criação do serviço de compartilhamento de veículos elétricos vec Itaú. Assim como já acontece com o consolidado serviço Bike Itaú, a nova solução em mobilidade urbana permitirá que usuários desbloqueiem os carros em estações diretamente pelo celular, podendo devolvê-los na mesma ou em outra estação de carregamento.

A estimativa é que a novidade esteja disponível para os clientes a partir do segundo semestre de 2021, com uma operação em fase piloto no início do ano. A princípio, o serviço contará com veículos nos modelos Jaguar I-Pace, BMW i3 e JAC iEV40. O Itaú avaliará também novas parcerias ao longo do tempo para ampliar o portfólio de veículos elétricos disponíveis e aumentar o leque de opções para melhorar a experiência dos clientes. Todos os veículos passarão por rigorosos procedimentos de higienização. Serão disponibilizados também kits dentro dos carros para caso os próprios clientes também queiram reforçar a higienização.

Para o uso dos veículos, será cobrada uma tarifa inicial fixa e um valor por minuto de utilização, com preços ainda em definição. Todos os carros possuirão ainda conexão com a internet para aumentar a eficiência nos trajetos dos usuários. Além disso, contam com adesivos da ConectCar para liberação automática de cancelas em pedágios e estacionamentos. O projeto foi criado em parceria com a Ucorp, responsável pelo desenvolvimento do aplicativo e da plataforma.

“O mundo está em constante transformação e a forma como as pessoas se locomovem nos grandes centros também segue evoluindo. Queremos acompanhar de perto as tendências da sociedade e essa nova solução de mobilidade urbana servirá como alternativa ou complemento ao uso de outros modais. Estamos colocando nossa expertise financeira a serviço das pessoas, num modelo em que contaremos com parceriais estratégicas com montadoras, locadoras e demais players do segmento. Buscaremos agregar valor por meio de uma experiência inovadora, tecnológica, segura e sustentável, além de estimular o mercado de veículos elétricos no Brasil”, afirma Rodnei Bernardino de Souza, diretor do Itaú Unibanco.